segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Professores da rede estadual decidem por manutenção da greve

Os professores da rede estadual de ensino decidiram manter a greve que começou no dia 29 de janeiro. Em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira (3) na Escola Estadual Winston Churchill, a categoria fez novas críticas ao Governo do Estado.

Os profissionais cobram o cumprimento de acordos entre a categoria e o governo, entre eles o pagamento do abono prometido aos funcionários das escolas e da Secretaria de Educação e das horas extras referentes ao trabalho entre abril e dezembro de 2013.
Júnior SantosGreve começou no dia 29 de janeiro e professores estão com pontos cortadosGreve começou no dia 29 de janeiro e professores estão com pontos cortados

O ponto dos educadores que aderiram à greve foi cortado desde o primeiro dia de paralisação. Segundo a Secretaria Estadual de Educação, não há motivos para negociar com os grevistas.

Vários estudantes da rede estadual participaram da assembleia e cobraram o retorno das aulas, além de melhorias nas escolas.

Além dos professores do estado, os profissionais da rede municipal de ensino também podem paralisar as atividades. Está marcada para amanhã, às 8h30, uma assembleia para analisar o indicativo de greve.

TN ONLINE
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

câmbio

Nossa Nova Fanpage

Sua Marca em destaque!


Posto Raíssa II - Sítio Novo

Image and video hosting by TinyPic

castelo zé dos montes


Bar espaço do forró


Art-Voz Studio

Image and video hosting by TinyPic

LBV.org/DigaSim

Image and video hosting by TinyPic

Anuncie no nosso site!

Twitter

sugira uma notícia

Nome

E-mail *

Mensagem *