sábado, 28 de dezembro de 2013

Pacientes do interior sobrecarregam Pronto Socorro Sandra Celeste em Natal/RN


Paciência dobrada é o primeiro remédio para quem procura o atendimento pediátrico na região metropolitana de Natal. Referência para o setor infantil, o Pronto Socorro Sandra Celeste se sobrecarrega com a alta demanda de atendimento. Com o fechamento do pronto-atendimento no Hospital Santa Catarina, em Natal, e Hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim e a falha nos pronto-atendimentos setoriais, dos bairros e municípios, pais e filhos reclamam da lentidão nas consultas.
Na lista dos mais de 80 atendimentos realizados somente neste sábado havia o registro dos municípios de Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Macaíba,  Assu e até Mossoró. Ione Tomaz de Freitas, 37, dona de casa, mora em Macaíba e precisou se deslocar a Natal por uma infecção dada em seu filho Madson, de dois anos. Um diagnóstico relativamente simples, mas devido as complicações e falta de pediatra no dia na UPA de Macaíba a solução foi vir para o Sandra Celeste. 

Quando encaminhados, na maioria das vezes, o atendimento é preferencial por ocasião da gravidade da doença da criança. Dessa maneira, os pacientes que aguardam na fila, diagnosticados com menor prioridade tem de esperar um tempo extra. Mais de três horas de espera estava Marly Fernandes, 28, dona de casa. Ela chegou às 11h50 e já eram 15h25 e ainda aguardava ser chamada. “Chega casos mais graves do interior e passa na nossa frente, o negócio é esperar mesmo”, lamenta Marly, que ainda não havia almoçado. Marly mora no bairro do Bom Pastor onde há posto de saúde, porém, aos sábado não há atendimento.

No Pronto-Socorro ficam escalados três pediatras para dar conta de todos os atendimentos. Auremir Clemente, recepcionista, confessa que a unidade está sobrecarregada. “Todos os pais estão reclamando, e com razão. Recebemos a toda hora gente do interior. A ambulância só faz deixar e vai embora e temos que colocar na frente por causa da urgência”, explica. 

Outros locais, como a UPA de Pajuçara, poderiam auxiliar no atendimento da demanda infantil. No entanto, não possui pediatras na unidade. No local, são três clínicos gerais com a capacidade de atender até 200 pacientes. Na tarde de hoje, todos estavam trabalhando. Durante manhã e início da tarde 98 pessoas haviam passado pelo pronto-socorro. Segundo trabalhadores do local, uma sala está sendo reformada para abrigar o setor de pediatria, porém, ainda sem previsão de data. 

No Hospital dos Pescadores, que também atua 24h não foi possível registrar a movimentação e escalação de médicos pois a direção preferiu não se pronunciar.


Do Tribuna do Norte
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

TV Manchete Potiguar

Pedra de São Pedro, Sítio Novo/RN

câmbio

Nossa Nova Fanpage

LBV.org/DigaSim

Image and video hosting by TinyPic

Sua Marca em destaque!


castelo zé dos montes


Bar espaço do forró


Art-Voz Studio

Image and video hosting by TinyPic

Anuncie no nosso site!

Twitter

sugira uma notícia

Nome

E-mail *

Mensagem *